Image Map

1.10.13

Oath 22º Capítulo - O texto


                           


Oi! Avisando de novo que as meninas que tem vontade de postar no blog cliquem aqui e mandem os emails com as informações. Espero que gostem do capítulo, eu demorei um pouco para fazer ele então se der comentem.

                  Oath 22º Capítulo - O texto

Acordei com a maior dor de cabeça que eu já tive antes. Não abri meus olhos, fiquei lembrando do que aconteceu. Dei um pulo e sentei na cama como se acabasse de ter um pesadelo. Olhei em volta e me certifiquei de que já escureceu. Passei minha mão na testa e vi que estava com febre e alta. Levantei e fui até o banheiro peguei o termômetro de boca e medi. Estava com 42º praticamente queimando. Liguei o chuveiro no quente porque eu estava morrendo de frio me despi e entrei lá dentro. Decidi não lavar o cabelo por que eu teria que secar e eu estava com preguiça. Sai do banheiro apos me secar e me enrolei na toalha. Fui para o closet e vesti algo simples, eu estava morrendo de frio então também joguei em cima da minha cama um edredom.

Eu sai do quarto e desci as escadas devagar e não encontrei ninguém na sala. Estranhei de primeira mais depois ouvi conversar do lado de fora, oque esse povo iria estar fazendo nesse frio lá fora? Eu sai da porta e encontrei eles sentados nas mesas que tinha lá. Alguns mexendo no notebook, celular, Sophia com a câmera dela e Justin com a mãos sobre a mesa e cabeça apoiada nelas, tipo eu quando ficava com sono na escola.

- Gente? - Falei fazendo todos olharem para mim. - O que acon... - Antes que eu pudesse terminar Sophia me abraçou mais depois se afastou assustada.
- Você está queimando em febre.
- Eu sei... - Disse abaixando a cabeça. - Então, oque aconteceu?
- Você não come nada desde antes de ontem, a sua pressão abaixou, você desmaiou.

- O que significa que agora você vai comer. - Eduarda começou a me empurrar para a cozinha.
- Mais eu não estou com fome. - Falei me desvencilhando das mãos dela.
- Eu não perguntei se você está com fome ou não, você vai comer.
- Me obriga então. - Cruzei os braços e ela me fuzilou.

- Becky, você não vai morrer se comer alguma coisa.
- Mais não é nem isso é que... - Apoiei minha mão na barriga na barriga e todo mundo me olhou assustado. - Não, não é isso. - Comecei a rir da expressão de alivio que o Justin fez. - É só que quando eu olho para comida eu fico com vontade de vomitar, só isso. - Ninguém falou nada. - Ótimo. - Sorri e tornei o caminho até as escadas. Subi elas é a última coisa que eu ouvi foi: `` Justin vai dar um jeito na sua namorada ´´ antes de entrar no quarto e fechar a porta.

Eu liguei a televisão e fiquei deitada embaixo de 2 edredons. Minha febre era alta então eu ficava com mais frio ainda. Fique uns 30 minutos deitada, o sono não chegava e ninguém se manifestava. Estava quase pegando meu notebook mais lembrei oque iria ver se entrasse em qualquer rede social então preferi ficar deitada. Estava assistindo a 2º temporada de The Vampire Diaries - minha série preferida -. Estava na melhor parte, quando Elijah arranca a cabeça do Trevor por ter o traído ajudando Katherine a fujir. Bateram na porta.

- Entra. - Gritei. E a porta abriu. Justin entrou por ela meio receoso e olhou para TV. Em seguida veio até a cama e sentou do meu lado.
- Becky... - Ele colocou minha franja atrás da orelha. - Por favor, por mim... Come alguma coisa antes que aconteça algo pior.
- O que de tão ruim por aconteceu Justin?
- Você desmaiar de novo. - Ele roçou o dedo na minha barriga. - Sem falar que você está com febre e nem ir no médico vai.
- Eu estou com febre Justin, não preciso ir no médico! Isso passa.
- Como você é teimosa. - Ele murmurou.
- Quando você for meu pai eu te obedeço, ou seja, nunca. - Afundei minha cabeça nos travesseiros e cobri minha cabeça.
- Tudo bem. - Ficamos um tempo com a cabeça afundando apenas ouvindo até que ouvi a voz do Ian Somerhalder dizendo `` Pijama bonito ´´ para Nina Dobrev - ou seja Elena -.
- Que Deus grego. - Murmurei virando para ver Ian. - Que lindo! - Gritei com o travesseiro no rosto.
- O que você disse? - Falou Justin. Olhei pelo canto do travesseiro que Justin me fuzilava.
- Disse que ele é lindo ué. - Dei de ombros. `` Because I love you Elena, and because I love you that I can not be selfish with you ´´ Eu poderia chorar toda vez que vice essa cena, oh com certeza! - Ah Deus, cadê um homem desse na minha cama? - Falei para irritar Justin. Justin levantou provavelmente nervoso e antes que ele abrisse a porta... - Justin, vem ficar aqui comigo. - Bati aonde ele estava sentado.
- Chama o Ian. - Ele zombou e abriu a porta.
- Não mô, eu quero você! - Gesticulei com as mãos que ele viesse como um bebê. Ele saiu do quarto e eu levantei indo atrás dele. - Justin volta aqui. - Gritei descendo as escadas e encontro ele já sentado no sofá. - Vem Justin. - Fiz beicinho.

- O que aconteceu? - Alfredo perguntou.
- Eu disse que o Ian Somerhalder é lindo.

- E que queria ele na sua cama.
- Mais eu tenho você. Que por sinal é bem melhor que ele então para de agir como uma criança por favor? - Ele levantou e veio até mim, peguei a mão dele e voltei a subir as escadas. Antes de entrarmos no quarto virei e o beijei. Segurei seu rosto com uma mão de cada lado e ele me puxou pela cintura me colando no seu corpo. Ele intensificou o beijo e pediu passagem eu cedi e ai sim um beijo de verdade começou. Ele me pegou no colo e me colocou contra a parede. Entrelacei minha perna na sua cintura e minutos depois tivemos que parar por falta de ar, ele me levou para o quarto e fechou a porta com a perna atrás de si, tranquei-a e ele me colocou com cuidado na cama ficando por cima de mim. Nos afastamos por um momentos e eu pude ter a visão perfeita de seus olhos que brilhavam pedindo aquilo. Desci até a barra de sua blusa e com a ajuda dele em poucos segundos ela foi jogada em qualquer lugar do quarto. Ele arrancou minha calça jeans em pouco segundo e eu fiz o mesmo com seu short. Subi um pouco na cama ficando com um travesseiro nas costas. Ele começou a beijar todo meu pescoço e depois abriu o ziper do meu casaco e o tirou o jogando longe. Ele fez a uma trilha de beijos até a minha calcinha e quando chegou lá a tirou a minha calcinha a jogando em qualquer lugar do quarto.

Começou a fazer movimentos circulares no meu clitóris com a língua me fazendo gemer alto. Passou a língua pela minha intimidade várias vezes, me penetrou com a língua algumas vezes mais logo depois me penetrou com 2 dedos. Eu gemia alto, aquilo era muito prazeroso! E ainda mais com ele?

Enquanto ele fazia isso me lembrei de quando subiam tags no twitter como `` masturbaçãofacts ´´ e as beliebers postavam fotos dos dedos de Justin e eu realmente ficava imaginando. E hoje, meu sonhos se tornaram realidade. Bem ídolo estava me fodendo, acabando comigo usando apenas 2 dedos.

Estava quase chegando ao meu ápice, quase lá quando ele parou.

- Justin, eu estava quase lá! - Disse indignada.
- Eu continuo se você comer alguma coisa. - Ele se levantou e colocou seu short de volta e assim eu me vesti novamente.
- Você só pode estar brincando! - Praticamente gritei antes de desligar a televisão.
- Eu estou? - Ele me olhou antes de sair do quarto. Eu fui atrás dele queimando com raiva,

Ele acha que vai mesmo me chantagear para conseguir sexo? Estava errado.

Sentei em cima de minhas pernas em uma poltrona e todos direcionaram seus olhares para nos. Eu provavelmente parecendo uma criança que não conseguiu o doce que queria e Justin se divertindo com aquela situação toda.

- Já contaram a vocês que rapidinhas que duram no minimo 20 minutos? - Eu revirei os olhos e apoiei minha cabeça nas mãos olhando para TV.
- Não aconteceu nada.

- Se você comer talvez possa acontecer...
- Olha aqui, eu vou comer mais você não vai encostar uma mão no meu corpo! - Disse levantando e indo em direção a cozinha.

Abri a geladeira e vi muito coisa gostosa mais aquele enjoo subiu de novo.

- Deixa que eu ajudo você. - Sophia apareceu na porta da cozinha tirando minha atenção. Caminhou até aonde eu estava e quando percebi que ela iria me ajudar mesmo e me sentei na mesa que ficava em frente a pia, só que do outro lado. Coloquei meus pés em cima da banqueta em forma de cubo feito de madeira. Tive que me inclinar um pouco apoiando meus cotovelos nos joelhos para que não batesse na lampada. - Becky?
- Huh? - Murmurei para que ela falasse enquanto tirava alguns frios da geladeira seguidos de uma jarra de suco - ao que parecia - de laranja.
- Ainda está mal por causa da manifestação `` contra Becky ´´ na internet.  - Eu tinha até me esquecido disso.
- Oh, obrigada por me lembrar. - Ironizei. Ela riu um pouco e eu arqueei as sobrancelhas. - O que foi?
- Nada ué, só... - Ela correndo os olhos pela pia com certeza procurando palavras para completas a frase. - Só achei engraçado oque você disse.

Ficamos longos 4 minutos em silêncio em quanto ela fazia um lanche para mim que só de olhar já me deu um enjoo terrível. Tomei um gole do suco antes que ela terminasse, mais quando ela terminou me deu o prato e eu sentei no bloco de madeira e coloquei o prato na mesa. Fiquei um tempo o encarando como se fosse um coisa que eu sabia que iria me fazer mal, mais acabei comendo... Bem devagar mais comi.

No começo achei que iria sair correndo e vomitar mais comi tudo e bebi o suco numa boa enquanto Sophia conversa comigo sobre coisas totalmente sem sentindo. Em alguns segundos eu até desconfiei se ela estava tentando me distrair para esconder alguma coisa. Ela olhava o celular dela e abria um sorriso gigante como se estivesse muito feliz por alguma coisa estar acontecendo...

Quando terminei de comer lavei oque usei e fui para o banheiro, escovei meu dentes e sai. Voltei para a sala  e vi que todo mundo estava com alguma eletrônico na mão, até Justin. Eu já ia subir para voltar a assistir minha série até que Ryan disse:

- Nossa, esse twitter está uma loucura! As fãs de um certo cantor ai não param um minuto... - Eu fiquei olhando todo mundo que digitava rápido eu estava quase tendo uma convulsão de tão curiosa.
- É! Depois daquele texto que ele escreveu para um garota... - Eu não sabia se começava a fazer perguntas, se corria para pegar meu notebook lá em cima, se espancava o Justin...

- Olha, elas subiram também 3... - Chaz começou a falar mais antes que ele terminasse eu já estava no meio da escada. Quando cheguei ao meu quarto, abri meu notebook e logo coloquei no twitter, fui no gadget de tags e lá estavam as Mundiais.

#ForgiveUsBecky
#TheBeliebersLoveBecky

Quando terminei de ler a última tag eu ri muito, muito mesmo! Mais eu achei maldade, quer dizer, a Selena é linda. Tenho certeza que foi uma ótima namorada para o Justin.

#OAmorQueOJustinTemPelaBeckyÉIncrivelmenteMaiorQueACabeçaDaSelena

Lembrei que a Eduarda tinha comentando sobre um texto que o Justin escreveu - mesmo ela ninguém comentando que era ele eu já sabia - então fui ao twitter dele e vi durante esse tempo ele twittou muito coisa mais então eu achei no quanto de imagens um texto que foi tirado um print do bloco de notas do computador. Cliquei lá vi que ele postou junto com `` Minhas beliebers de verdade vão ler ´´ Eu respirei fundo antes de começar a ler.

Eu sei que a maioria de vocês não gosta da Becky. Eu também tenho um monte de haters e por mais incrível que pareça eu estou aqui até hoje por vocês... Mais a Becky ela é diferente, ela não é famosa, não faz coisas erradas ( por mais que eu incentive ).
Vocês antes de xingar ela tem que lembrar que ela também tem sentimentos como todos nós. Sem falar que vocês xingam ela simplesmente por ser minha namorada e acham que ela quer '' fama ''. Eu sei que vocês querem me proteger e eu admiro muito isso que é mais um entre um milhão de motivos para amar todas vocês, mais ela não quer isso... Por que se ela quisesse ela sairia mais com o pai e com a mãe dela porque o pai dela e cineasta e a mãe atriz.
Se vocês querem saber, a primeira impressão que eu tive da Becky ( ela vai me xingar por dizer isso ) foi um menina antipática e metida e ao mesmo tempo linda, charmosa e sexy porque assim que ela me viu tirou os óculos de grau e colocou os de sol. Ela saiu praticamente correndo como se não quisesse que eu soubesse quem ela é, mais só de ver a pulseira do braço dela roxa escrita `` I LOVE JUSTIN BIEBER ´´ eu sabia que ela estava mesmo era fugindo para não fazer alguma coisa constrangedora ( digo por experiencia própria ). 
Eu esbarrei nela de proposito no shopping porque queria conhece-la e quando ela me olhou com o susto eu me apaixonei pelos olhos dela. Acho que eu seria feliz apenas olhando para eles. Ela > ELA < me convidou para ir no Starbucks do shopping e assim que eu conheci a Becky. Mais acho que quem se apaixonou primeiro foi eu.
Quando conheci a Becky, vi que ela não tinha nada de antipática ou até mesmo metida. Ela é educada, humilde e inteligente. E quando eu descobri tudo isso eu fiquei com a maior vontade de agarrar ela em publico... não aconteceu.
Ela foi no meet, no show e conseguiu o passe do camarim e eu fiquei mais feliz ainda. Conversei com ela no camarim e disse que dessa vez era de verdade e que eu estava vivendo o tal falado `` amor a primeira vista ´´. Eu fiquei morrendo de vontade de rir da cara de espanto dela quando disse isso mais eu só pedi para que ela me esperasse.
No dia seguinte, eu fui na casa dela antes de ir para o Rio, e ai sim eu agarrei ela... Eu fiz muita coisa errado com o tempo, coisas que um dia eu vi na TV e jurei para mim mesmo que eu nunca iria fazer. Me arrependo por cada lágrimas que fiz a Becky derramar e eu já disse isso a ela. 

Mais eu só vim aqui mesmo dizer que a Becky não é nada que vocês ouviram falar por ai. Quando saiam boatos sobre coisas que eu fiz vocês nunca acreditavam a não ser se tivesse um vídeo ou foto mais... a Becky? Vocês não podem acreditar em qualquer coisa que ouvem por ai sem ter uma prova.

Ela fica falando toda hora que é horrível a sensação de ser odiada por 43 milhões de pessoas e com isso ela adoeceu. Não quis comer mais, desmaiou, ficou com febre e ainda não quer comer nada e sem falar que fica chorando a noite inteira e eu a cada lágrima que vejo escorregando dos olhos dela também fico com vontade de chorar, e como se eu levasse uma facada na barriga.
Então eu só queria pedir que vocês guardassem o ódio que você - por algum motivo - dela para vocês porque ela não é a única que sofre... Tirando isso, eu fico feliz que algumas fãs nos apoiam e nos querem ver junto eu realmente amo a Becky.

Eu li aquele texto umas 3 vezes e na primeira vez já estava chorando e aquilo não era nem a metade. Tomei um susto quando olhei para a porta e todos estavam lá e... Sophia e a sua câmera. Não esperei duas vezes e fui até Justin o abraçando com todas as minhas forças.

Eu estava certa em perdoa-lo e em acreditar nele. Ele sim é o garoto - homem - da minha vida. Eu nasci para ficar com ele e ele nasceu para ficar comigo. Juntos formamos um só. Me afastei um pouco para ver seus olhos mais ele logo tomou meu lábios me dando um beijo calmo e doce.

Por alguns segundo eramos só nos ali, mais quando começaram a gritar de novo eu acordei para o mundo real. Fiquei abraçada e eles mais alguns segundo ele logo sussurrei no seu ouvido:

- Obrigada por existir.
- Obrigada por me fazer feliz. - Ele sussurrou de volta e mordeu o lóbulo da minha orelha me fazendo estremecer. Me afastei um pouco dele. - Pelo menos não vai chorar toda noite para dormir. - Ele se espreguiçou e depois me abraçou de lado e fuzilou cada um de uma vez só.

- Vamos galera que eles querem ficar sozinhos. - Eu corei  no mesmo minutos enquanto Sophia empurrava todo mundo para fora.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
Demorou mais saiu, aqui está o tão esperado capítulo! Ninguém comentou no outro mais me mandaram uns 40 emails pedindo para continuar. Poxa gente é só comentar ok? Meu email não pode ficar cheio de spam porque eu recebo encomendas e essas coisas... Bom, vou começar a escrever o próximo ainda hoje, mais acho que só fica pronta amanhã de noite, beijos.

                          

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

©código base por Ana .